//
você está lendo...
Geografia

Princípios acerca da Globalização

globalz

“O espaço se globaliza, mas não é mundial como um todo senão como metáfora. Todos os lugares são mundiais, mas não há um espaço mundial. Quem se globaliza mesmo são as pessoas” (Milton Santos, 1993).

Existem díspares definições e caracterizações para o termo Globalização, todavia o fato é que esse fenômeno possui a ideologia de unificar os territórios que possam estar separados por barreiras geográficas, integrar pessoas de díspares Estados – embora não possuam o mesmo idioma, e por fim articular o comportamento e a organização social, seja por meio da economia ou da política.

Nesse contexto, a Globalização é nada mais nada menos do que um processo de tendência da criação e estabelecimento de um equilíbrio entre divergentes culturas pelo globo afora. Graças a ela, é possível que empresas estabeleçam contatos financeiros entre díspares nações, bem como é possível que uma política externa e fundamentalista, logre externamente a seu território de berço como, por exemplo, a política estadunidense que esta embasada no consumismo exacerbado irracional e acaba por fim coagindo populações em massa a aderirem seu “modo de vida americano”.

Slide4

É considerado como um marco inicial na história humana, acerca da Globalização, o período das Grandes Navegações (século XV – XVIII), onde os países metrópoles, sobretudo europeus, “conquistavam” colônias pela Ásia, África e América, a fim de retirar as matérias primas dessas regiões.

Denominada de Globalização colonizadora, ela se caracterizou pela extinção em massa de todos os nativos americanos, africanos e asiáticos, que foram mortos e suas línguas extintas.

A segunda Globalização inicia-se na segunda metade do século XX e é marcada pela fragmentação dos territórios, como consequência da Segunda Guerra Mundial, onde houve a necessidade de maximizar e potencializar os sistemas de comunicação intercontinental, objetivando a proteção territorial de cada Estado. Inicia-se então, a Globalização da comunicação.

Com o fim da Segunda Guerra Mundial, foram estabelecidas políticas diplomáticas entre os países desenvolvidos que buscam atualmente articular seus discrepantes interesses, frente a harmonia econômica e política internacional. Para isso, nascem os blocos econômicos, a ONU e a vontade dos Estados de não repetirem o que houve na Segunda Guerra Mundial.

Entretanto, a Globalização econômica se estabelece no fim do século XX, trazendo consigo a difusão do termo Globalização com seu lado de fábulas e sua perversidade, como expõem Milton Santos:

“A realidade é mediocremente construída resumindo vários contextos em uma única abordagem, refém dos detentores do dinheiro, poder e da informação.

Para escapar dessa visão equivocada de mundo é necessário admitir que estamos imersos em dois mundos:

1) Mundo fabricado e imposto, vendido como real: globalização como fábula;

2) Mundo real, em confabulações e expectativas: globalização como perversidade;

Slide7

  • A criação de emprego com a instalação de transnacionais; (não confundir multinacional com transnacional)
  • O aumento da qualidade de vida com a compra de medicamentos; (não confundir remédio com medicamento)
  • A ideologia de viver um simulacro, que é assimilar a cultura estadunidense; (basicamente é consumir o mercado capitalista estadunidense)

Slide9

  • O aumento exponencial e sem precedente de desempregados, a partir do momento que a transnacional abre falência ou resolve se desinstalar do país;
  • A degradação ambiental deixada pelos modos de produção das transnacionais;
  • O aumento da concorrência por concursos públicos;
  • A privatização de companhias de água, luz, comunicação e hidrocarbonetos;

Em uma leitura crítica, são exemplos da globalização perversa as privatizações de empresas no Equador, Brasil e Argentina, bem como as privatizações da água, do gás e do petróleo na Bolívia. (que podem ser assistidos a partir dos 10 minutos e 40 segundos do documentário “Por uma outra globalização – Milton Santos).

____________________________________________

RECOMENDAÇÃO DE DOCUMENTÁRIO

  • Por uma outra globalização: entrevista com Milton Santos.

Sobre Ramon Bieco

Professor de Geografia desde 2009

Discussão

3 comentários sobre “Princípios acerca da Globalização

  1. Professor, onde está o livro pra download?

    Publicado por claudia | 6 de agosto de 2013, 16:08

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: