//
você está lendo...
Geografia

Impactos Socioambientais de sociedades pretéritas e modernas

Impactos Socioambientais, Sociedade pretéritas e modernas (1)

Segundo Diamon,

pela primeira vez na história, enfrentamos o risco de um colapso global. Mas também somos os primeiros a desfrutar da oportunidade de aprender com o que ocorre com sociedades em todas as partes do mundo atual, bem como com o que ocorreu em sociedades do passado“.

A TEORIA DOS COLAPSOS SOCIOAMBIENTAIS DE JARED DIAMOND

No que diz respeito ao manejo sustentável dos recursos naturais, o Homo sapiens, desde que desenvolveu a inventividade, a eficiência e as habilidades de caçador, há uns 50 mil anos, tem enfrentado desafios e dificuldades criadas pela sua própria capacidade de superar esses desafios. 

Assim sendo, após alertar para o fato de que os colapsos sociais não podem ser atribuídos integralmente a danos ambientais, Diamond constrói uma estrutura analítica de cinco possíveis fatores que podem resultar em um colapso ambiental:

Impactos Socioambientais, Sociedade pretéritas e modernas (6)

Impactos Socioambientais, Sociedade pretéritas e modernas (7)

Impactos Socioambientais, Sociedade pretéritas e modernas (8)

Impactos Socioambientais, Sociedade pretéritas e modernas (9)

Impactos Socioambientais, Sociedade pretéritas e modernas (10)

COMUNIDADES HUMANAS PRETÉRITAS E MODERNAS: uso e ocupação dos recursos naturais

Diamond entende que os colapsos tendem a seguir cursos similares, fazendo variações sobre um mesmo tema. Desse modo, o mesmo estabelece oito processos por meio dos quais sociedades do passado danificaram o ambiente em que viviam:

1) Desmatamento;

2) Destruição do habitat;

3) Problemas com o solo (erosão, salinização e perda de fertilidade);

4) Problemas com o controle da água;

5) Atividades sobre caça;

6) Atividades sobre pesca;

7) Efeitos de espécies exóticas introduzidas sobre as espécies nativas;

8) Aumento per capita do impacto do crescimento demográfico;

Impactos Socioambientais, Sociedade pretéritas e modernas (14) Impactos Socioambientais, Sociedade pretéritas e modernas (15) Impactos Socioambientais, Sociedade pretéritas e modernas (16) Impactos Socioambientais, Sociedade pretéritas e modernas (17) Impactos Socioambientais, Sociedade pretéritas e modernas (18) Impactos Socioambientais, Sociedade pretéritas e modernas (19) Impactos Socioambientais, Sociedade pretéritas e modernas (20) Impactos Socioambientais, Sociedade pretéritas e modernas (21)

SOCIEDADES QUE ENTRARAM EM COLAPSO

Impactos Socioambientais, Sociedade pretéritas e modernas (23) Impactos Socioambientais, Sociedade pretéritas e modernas (24) Impactos Socioambientais, Sociedade pretéritas e modernas (25) Impactos Socioambientais, Sociedade pretéritas e modernas (26) Impactos Socioambientais, Sociedade pretéritas e modernas (27)

PODER E MICHAEL FOUCAULT

  • Conforme exposto por Michael Foucault, a sociedade demanda poder para o Estado, pois a mesma necessita de estabilidade social, ao que concernem os serviços de saúde, educação, segurança e mobilidade urbana.
  • Desta forma, verifica-se que após a consolidação do Estado (a partir do século XV), o termo sociedade é conhecido como “população”, cuja será monitorada pelo Estado, a fim de desenvolver políticas públicas na promoção da equidade socioambiental.
  • Assim sendo, surge o termo “biopoder” que, para Foucault, significa a carência que o Estado possui em ter conhecimento simultâneo sobre as condições de vida da população, referente à saúde, a educação e a segurança da população.

Nesse contexto, Foucault analisa o desenvolvimento da sociedade em três momentos:

Impactos Socioambientais, Sociedade pretéritas e modernas (30)

  • Primeiro momento monista: A sociedade monista de Foucault, refere-se a uma sociedade única que vive em apenas um plano  (sol,  noite,  água,  fogo,  etc.). Para o pensador, essa sociedade perdura na Antiguidade, sobretudo até a idade média;

Impactos Socioambientais, Sociedade pretéritas e modernas (29)

  • Segundo momento dualista: A partir da idade média, Foucault classifica a sociedade como dualista, pois desde então existe a presença do metafísico (que são os fenômenos que o ser humano não enxerga) e do realismo (são os fenômenos que o ser humano vive e enxerga).

Impactos Socioambientais, Sociedade pretéritas e modernas (31)

  • Terceiro momento complexo: A terceira estrutura da sociedade, seria a sociedade complexa, cuja sistematização parte do princípio da economia  capitalista, dos  diferentes  tipos  de linguagem e do avanço técnico-científico que torna a sociedade complexa.

Sobre Ramon Bieco

Professor de Geografia desde 2009

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: